Escrito por Instituto Mix Tempo de leitura: aproximadamente 5 minutos.

O Dia do Trabalhador é uma das datas mais importantes e comemoradas do calendário nacional. Neste dia primeiro de maio, depois de dois anos de pandemia, podemos observar, de maneira especial, como o modo de trabalho se modificou profundamente, assim como as prioridades que as pessoas colocam em relação ao trabalho.

Nesse sentido, e para aproveitar a data do Dia do Trabalhador, vamos apresentar alguns dados. Atualmente 71% dos profissionais brasileiros estão optando por trabalhos e lugares que permitam a eles colocar em primeiro lugar a saúde e o bem-estar, segundo dados do Índice de Tendências do Trabalho, divulgado anualmente pela Microsoft. Para este último estudo, o índice analisou as nuances relativas ao trabalho híbrido.

Novas gerações preferem qualidade de vida à salários exorbitantes e rotinas exaustivas


O estudo aponta que 44% da Geração Z e dos Millennials no Brasil estão propensos a considerar mudar de emprego ainda neste ano, em busca de uma posição que os permita dar prioridade à qualidade de vida, em que conte menos a remuneração e mais o bem-estar e a saúde mental e física.

Na comparação com o restante do mundo, o percentual brasileiro é relativamente menor: 52% na média global. Os dados acima são referentes a cinco tendências traçadas pela Microsoft sobre como os trabalhadores de hoje encaram a equação do que “vale a pena” considerar quando o assunto é trabalho versus qualidade de vida.

Empresas e trabalhadores traçam novas maneiras de realizar suas atividades


Em geral, 50% dos líderes globais dizem que sua empresa está planejando um retorno ao trabalho presencial em tempo integral durante os próximos 12 meses, no Brasil, a porcentagem cai para 47%. No entanto, 52% dos funcionários globais provavelmente irão considerar a transição para um modelo híbrido ou remoto em sua função atual nesse mesmo período. Por aqui, o número é ainda maior: 58% dos brasileiros estão considerando essa transição.

Por outro lado, 85% dos funcionários brasileiros afirmam que sua produtividade permaneceu a mesma ou melhorou em relação ao ano passado, o número é o mesmo para a América Latina, e 81% foi o registrado para a média global. Mas, do ponto de vista da liderança, 27% dos líderes brasileiros sentem que a produtividade sofreu impacto negativo desde que o trabalho se tornou remoto/híbrido.

Este deve ser um ponto a ser melhorado, embora muitos brasileiros prefiram o trabalho remoto, muitos ainda têm dificuldades de separar o trabalho versus os afazeres da casa.

O trabalho presencial terá que se modificar para atender à nova realidade


Ao todo, 54% dos líderes globais estão atualmente focados, ou estarão dentro do próximo ano, na reformulação das salas de reunião para serem mais amigáveis ao trabalho híbrido, adicionando tecnologias e mudando o layout/mobiliário para atender a essa demanda.

Afinal, um dos principais desafios (apontado por 38% dos funcionários híbridos) é justamente saber quando e por que ir até o escritório. Apenas 28% dos líderes criaram acordos com a equipe para definir essas novas normas do ponto de vista global. No Brasil, essa porcentagem aumenta para 31%.

As possibilidades em um mundo de trabalho híbrido são tema do Dia do Trabalhador em 2022


Com 51% do total de trabalhadores híbridos pesquisados considerando uma mudança para o modelo totalmente remoto no próximo ano, as empresas não podem depender apenas do escritório físico para recuperar o capital social perdido nos últimos dois anos.

Tanto que 34% dos líderes do Brasil dizem que a construção de relacionamentos é o maior desafio de ter funcionários trabalhando de forma híbrida ou remota. A impressão dos respondentes é que, estando todos trabalhando de forma remota/híbrida, os novatos podem não estar recebendo conexão e suporte necessários para serem bem-sucedidos em suas tarefas.

Como vimos, há prós e contras na questão do trabalho remoto, mas uma coisa é certa: um novo jeito de trabalhar já está em andamento no Brasil e no mundo e mais cedo ou mais tarde, as empresas terão que se adequar, ou para reduzir custos ou para não perder mão de obra qualificada, por não atender os novos requisitos do mercado. 

Franqueadora IM: ambiente com foco em lazer incentiva colaboradores e aumenta produtividade


Cases de sucesso de empresas que apostam em ambientes fora do padrão para colaboradores não faltam. Uma das primeiras que nos vem à mente é o Google. Na busca por investir em qualidade de vida e dar bem-estar aos nossos colaboradores, o Instituto Mix de Profissões vem apostando neste método e incentivando as unidades na ponta a promoverem ações que prezam pelo bem-estar de seus colaboradores.


Na sede da Franqueadora Instituto Mix de Profissões, em Araranguá, Santa Catarina, os colaboradores podem desfrutar do trabalho em coworking, um espaço onde todos os setores trabalham juntos, em um mesmo espaço e em sintonia. Todos têm contato com seus colegas, o que gera familiaridade entre os colaboradores e resolução muito mais rápida de processos. É no coworking também, que todos podem aproveitar o intervalo para descansar em puffs, e até tirar um cochilo com os colegas.

Na parte recreativa, o Instituto Mix conta com o IM Happy, que como o nome já sugere, é um dos espaços mais felizes do ecossistema do Instituto Mix de Profissões. Lá eles encontram diversão com jogos, área para churrasco, além de restaurante próprio. Um dos espaço preferidos dos colaboradores de acordo com pesquisas internas da própria empresa.

E não para por aí, recentemente a empresa construiu um ginásio próprio para que os colaboradores possam jogar tênis, um dos esportes que mais exigem concentração, manobras táticas e estratégicas, além é claro do benefício para a saúde e bem-estar dos colaboradores, que podem agendar aulas de forma gratuita com um professor dedicado apenas para atender os colaboradores que desejam praticar o esporte.

Recentemente a empresa também colocou à disposição uma mesa de ping pong, outro esporte concorrido na empresa. Já imaginou uma empresa com ginásio próprio para lazer de seus colaboradores? Na Franqueadora IM, tem!

Em busca do bem-estar, o IM já investiu até mesmo em energia limpa com uma usina solar própria, pensando no meio ambiente e nas gerações futuras, afim de incentivar também as unidades a investirem neste modelo energético inteligente, limpo e sustentável.

Os investimentos em lazer e bem-estar não param e devem continuar com novidades em breve, tudo para melhorar a experiência de trabalho dos colaboradores que, como vimos nas pesquisas e nos números, prezam cada vez mais pela saúde mental e física e o bem-estar de forma geral.

O que achou do artigo?
Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Conheça mais sobre a nossa Política de privacidade e Política de cookies e entenda como o Instituto Mix de Profissões se preocupa com os seus dados.
ACEITAR